Câncer de pênis


O câncer de pênis é um tumor maligno localizado no órgão sexual masculino. Pode ser considerado raro, sendo mais frequente em homens acima dos 50 anos idade e a principal causa da doença é a má higiene íntima. Quase todos os cânceres de pênis começam na pele, de modo que muitas vezes são diagnosticados no início do desenvolvimento da doença.


Os homens que não realizaram a circuncisão (remoção do prepúcio – pele que reveste a cabeça do pênis) também estão mais propensos a ter a doença. Acredita-se que as secreções que permanecem em volta do órgão e o estreitamento do prepúcio são fatores de predisposição dos tumores.


Alguns homens podem apresentar sintomas da doença, como: feridas com secreções constantes de cor branca e de forte odor, nódulos ou inchaços na área da virilha. Essas feridas podem surgir na glande (cabeça do pênis), na pele que a recobre (prepúcio) ou no corpo do membro. No entanto, esses sinais podem estar relacionados a outras doenças. O correto é consultar o médico para analisar cada caso.


O câncer de pênis pode ser tratado com cirurgias, quimioterapia, ressecção a laser ou tratamento tópico. Muitas vezes pode ser removido com pouco ou nenhum dano ao pênis. Mas, se não for diagnosticado cedo, pode ser necessário remover parte ou todo o pênis para tratar a doença. Quanto antes o tumor for identificado, maiores serão as chances de cura.