Tipos de exames para descobrir o câncer de próstata


Os exames que indicam problemas na próstata são indicados para todos os homens com 50 anos, e quando existe histórico na família, o exame deve ser feito a partir dos 45 anos. Além do já conhecido exame de toque retal, existem outros exames que podem diagnosticar o câncer, como o PSA e a ultrassonografia pélvica, mas em caso de suspeita da doença o médico pode indicar a realização da biópsia da próstata, um procedimento cirúrgico onde é realizada a raspagem da próstata para análise.


A partir da coleta de uma amostra de sangue é verificado os níveis de PSA (Antígeno Prostático Benigno) no sangue. O PSA, é uma enzima produzida pela próstata, caso o resultado consista em valores superiores a 4 ng/ml pode indicar alguma alteração na próstata, como prostatite, hiperplasia benigna da próstata ou mesmo uma suspeita de câncer, e por isso, se o médico achar necessário após o PSA, pode solicitar uma ultrassonografia pélvica, que permite ver o tamanho da próstata.


Com o exame de ultrassonografia, a imagem captada tem como objetivo visualizar em tempo real qualquer órgão, no caso a próstata. Para fazer esse exame é necessário tomar cerca de 10 copos de água para que a bexiga fique cheia o suficiente para permitir a visualização da próstata. A ultrassonografia pélvica dura em média 10 minutos e pode identificar anormalidades na próstata, garantindo um diagnóstico rápido e mais preciso.


De qualquer modo é necessário consultar o médico especialista e apenas ele poderá indicar o exame a ser realizado.